Foto sem descrição

Atualização cadastral poderá ser realizada até dia 31 de julho

A  Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (CODHAB-DF), nesta segunda-feira (3), prorrogou o prazo para a realização da atualização cadastral. Os candidatos terão até o dia 31 deste mês para confirmar ou atualizar seus dados.  Até o momento 80.789 pessoas já concluíram o processo.

O procedimento, que foi iniciado em 3 de abril, é uma exigência do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, que assinou Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com a Companhia, e pretende corrigir distorções e dar mais transparência à relação de candidatos à moradia no DF.

O aplicativo da CODHAB é uma das ferramentas que pode ser usada para a atualização de cadastro e já obteve 142.290 downloads, sendo 103.218 pelo sistema Android e 39.072 pelo IOS. A ferramenta ainda traz a opção para o candidato interagir com a Companhia, no campo “Minhas Conversas”.  

Cerca de 62 mil pessoas ainda não fizeram suas atualizações. Em até 90 dias depois do dia 3 de julho, uma nova lista será disponibilizada no site da Companhia. A relação contará apenas com os candidatos que realizaram a atualização e apresentaram todos os documentos exigidos. Esses habilitados serão repontuados e contarão com uma nova classificação. 

Aqueles que não conseguirem atualizar seus dados pelo aplicativo ou pelo Portal da Companhia podem fazer um agendamento pelo telefone 156 (ou pelo próprio site) para serem atendidos em um dos dez postos de Assistência Técnica da Companhia: Sol Nascente Trecho 1, Sol Nascente Trecho 2, Sol Nascente Trecho 3 e Pôr do Sol, na Ceilândia; Vila Cauhy, no Núcleo Bandeirante; Santa Luzia, na Estrutural; Vila São José, em Brazlândia; Porto Rico, em Santa Maria; Residencial Vitória, em São Sebastião; e Engenho Velho, na Fercal.

Nesses locais, servidores estarão disponíveis, das 10h às 16h, de segunda a sexta-feira, para esclarecer dúvidas e ajudar os habilitados a realizar a atualização. Mas, de acordo com o diretor Imobiliário da CODHAB, Jorge Gutierrez, não haverá equipamento disponível para isso. “O habilitado precisa levar seu aparelho celular. Lá no posto ele será orientado sobre como usar o aplicativo ou o site e fazer a atualização”, explicou.

O posto de atendimento da 112 sul, destinado a pessoas com deficiência e idosos, permanece em funcionamento também para auxiliar as pessoas a fazerem suas atualizações.

 

 

 

VOLTAR AO TOPO